Buscar
  • SBCC

ÁREAS DE ISOLAMENTO PARA DOENTES COM CORONA VÍRUS

Componentes de um ambiente com pressão negativa

Diretriz para Precauções de Isolamento: Prevenção da Transmissão de Agentes Infecciosos em Ambientes de Saúde.

Engenharia

· Filtros HEPA (eficiência de 99,97%), capazes de remover partículas de 0,3 μm de diâmetro para insuflação (entrada)

· Quartos bem fechados o Construção adequada de janelas, portas e portas de entrada e saída o Tetos: lisos, livres de fissuras, juntas abertas, fendas o Paredes seladas acima e abaixo do teto o Se for detectado vazamento, localize a fonte e faça os reparos necessários

· Renovações por hora ≥12 ACH

· Fluxo de ar direcionado: grades de insuflação e exaustão de ar localizadas de modo que o ar limpo e filtrado entre de um lado da sala, flua pela cama do paciente e saia pelo lado oposto da sala

· Monitore e documente os resultados dos padrões de fluxo de ar diariamente, usando métodos visuais (por exemplo, faixas flutuantes, fumaça) ou um manômetro diferencial (ex. Magnehelic)

· Porta com fecho automático em todas as saídas da sala

· Mantenha o equipamento de ventilação de reserva (por exemplo, unidades portáteis para ventiladores ou filtros) para fornecer na emergência requisitos de ventilação para áreas de PE e tome medidas imediatas para restaurar o sistema de ventilação fixo.

· O uso de antecâmara é recomendado.

O diferencial de pressão deve ser definido no projeto em relação à pressão de referência do ar do corredor, conforme segue:

· - corredor zero (referência),

· - antecâmara - (-5,0 Pa),

· - quarto - - (-10,0 Pa),

· - banheiro - - - (-15,0 Pa).



· Francisco Hernandes (www.franciscohernandes.com.br fch@alumni.usp.br)

67 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
  • Facebook ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • Instagram ícone social